Aprovada pela Anvisa primeira imunoterapia para câncer de mama no Brasil

A Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) aprovou a primeira imunoterapia para tratar pacientes com câncer de mama na última segunda-feira, de acordo com publicação no Diário Oficial da União. A técnica, que já havia mostrado ser efetiva para tratar cânceres de mama agressivos, chega ao país para tratar especificamente cânceres de mama triplo-negativos na fase metastática da doença.

Um estudo publicado na revista científica The New England Journal of Medicine no ano passado, demonstrou que, quando administrada em conjunto com quimioterapia, a técnica pode aumentar a sobrevivência e interromper o crescimento do tumor em pacientes –uma redução de 38% no risco de progressão ou morte e ganho de 10 meses de sobrevida. De acordo com Carlos Barrios, médico brasileiro que participou da pesquisa, a aprovação é um grande passo para o tratamento no país e deve ser encarada como prioridade. “As pacientes com triplo-negativo avançado ou metastático, estágio no qual a doença já passou para outros órgãos, têm um prognóstico difícil. Este tratamento aprovado pela Anvisa se torna o preferencial na prática clínica”, explica o especialista, que é diretor do Centro de Pesquisa em Oncologia do Hospital São Lucas (RS) e do Lacog (Grupo Latino-Americano de Pesquisa em Oncologia Clínica).

Fonte: Giulia Granchi – Do UOL VivaBem, em São Paulo

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: