176 mortos – Ucrânia recua sobre falha no motor como causa da queda de avião

Questionado se aeronave, na qual morreram 176 pessoas, poderia ter sido alvo de um míssil, primeiro-ministro afirmou que espera fim das investigações

Oavião que caiu no Irã perto do aeroporto de Teerã, capital do país, na manhã desta quarta-feira (8), levava passageiros de sete nacionalidades. De acordo com o ministro de relações exteriores da Ucrânia, Vadym Prystaiko, os 176 mortos eram dos seguintes países:

  • Irã : 82 passageiros
  • Canadá: 63 passageiros
  • Ucrânia: 2 passageiros + 9 tripulantes
  • Afeganistão: 4 passageiros
  • Suécia: 10 passageiros
  • Reino Unido: 3 passageiros
  • Alemanha: 3 passageiros

A embaixada da Ucrânia no Irã retirou uma referência inicial a uma falha do motor como causa de um acidente com um avião ucraniano que caiu logo após decolar de Teerã nesta quarta-feira (8), matando 176 pessoas.

A representação diplomática afirmou, em um segundo comunicado sobre a queda, que as causas não haviam sido divulgadas e que quaisquer comentários anteriores não eram oficiais.

Questionado em uma entrevista em Kiev se o avião poderia ter sido derrubado por um míssil, o primeiro-ministro ucraniano, Oleksiy Honcharuk, fez um alerta contra especulações até que os resultados de uma investigação sejam conhecidos.

O premiê também disse que a Ucrânia proibiu voos sobre o espaço aéreo iraniano por seus aviões a partir de 9 de janeiro.

Fonte: Reuters

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: