Auxílio emergencial: errei o cadastro. O que posso fazer?

Caixa passou a disponibilizar a possibilidade de nova solicitação ou contestação do resultado da análise efetuada pela Dataprev

Errei o cadastro para fazer o pedido do auxílio. O que posso fazer agora?

Segundo informa a Secretaria Especial do Desenvolvimento Social do Ministério da Cidadania, uma vez finalizado o cadastro no aplicativo, os dados são guardados para verificação com as bases dos dados administrativas federais e não há opção para mudar depois do envio.

Após as avaliações, o retorno da solicitação deve ser verificado no próprio aplicativo, que informará se a concessão foi aprovada ou negada.

O aplicativo da Caixa, Auxílio Emergencial, passou a disponibilizar a possibilidade de nova solicitação ou contestação do resultado da análise efetuada pela Dataprev.

Se a resposta for negativa, o que acontece?

Se o resultado da análise técnica for “benefício não aprovado”, o cidadão pode contestar o motivo da não aprovação ou realizar nova solicitação.

E e se os dados foram considerados inconclusivos?

Se a resposta que recebeu foi que os dados eram inconclusivos, o caminho é uma nova solicitação.

Os motivos habituais de inconclusão são os seguintes:

• Marcação como chefe de família sem indicação de nenhum membro
• Falta de inserção da informação de sexo
• Inserção incorreta de dados de membro da família, como CPF e data de nascimento
• Divergência de cadastramento entre membros da mesma família
• Inclusão de alguma pessoa da família com indicativo de óbito.

Fonte: R7.com

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: