Preso em Minas Gerais, acusado de estuprar menina de 10 anos no ES

O governador do Estado do Espírito Santo, Renato Casagrande. Confirmou a informação na manhã desta terça feira (8).

Foi preso nessa madrugada na cidade de Betim, Minas Gerais. O tio acusado de estuprar e engravidar sobrinha de 10 anos na cidade de São Mateus, norte do Espírito Santo.

Ainda segundo informações a polícia do Espírito Santo recebeu denuncia de onde ele estaria escondido .

O suspeito já está sendo trazido pela polícia para o estado onde foi cometido o crime. Mais detalhes no decorrer do dia.

O governador do Espírito Santo, Renato Casagrande, publicou em seu Twitter sobre a ação da polícia.

“Que sirva de lição para quem insiste em praticar um crime brutal, cruel e inaceitável dessa natureza. Detalhes da operação serão repassados pela equipe segurança ainda hoje”, disse o governador do ES.

O suspeito de 33 anos será encaminhado ao Complexo Penitenciário de Xuri, em Vila Velha, na Grande Vitória. Ele foi indiciado por estupro de vulnerável e ameaça e estava foragido desde a última semana.

O homem também já tinha passagem criminal por tráfico de drogas e esteve preso entre 2011 e 2018.

A gravidez foi revelada no dia 7 de agosto, quando a menina foi ao hospital em São Mateus se queixando de dores abdominais. A menina relatou que começou a ser estuprada pelo próprio tio desde que tinha 6 anos e que não o denunciou porque era ameaçada.

A criança passou por um procedimento e interrompeu a gestação em Recife (PE) nesta segunda (17). Ela estava na unidade desde domingo (16), quando iniciou o processo. O procedimento foi concluído por volta das 11h e a menina passa bem.

Após o procedimento, equipes da Polícia Científica de Pernambuco coletaram amostras genéticas do feto e da criança, após uma determinação da Justiça do Espírito Santo.

“Vamos traçar os perfis de DNA dessas duas amostras, enquanto o perfil de DNA do preso vai ser traçado no outro estado. O normal é ele negar, dizer que não foi ele, mas com isso, se apresentam provas materiais do crime de estupro e do que chamamos de paternidade criminosa”, disse a chefe da Polícia Científica de Pernambuco, Sandra Santos.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: